Oficial de Justiça sofre novo atentado contra a vida no Pará.

Oficial de Justiça sofre novo atentado contra a vida no Pará.

O Oficial de Justiça R.C.L sofre novamente atentado na noite dessa segunda feira dia  09 de setembro.  Em 2017, na cidade de Capanema-PA, após cumprir mandados na periferia da cidade, o Oficial R.C.L foi vitimizado com um tiro na cabeça por meliantes do bairro. Após investigação, a polícia capturou os bandidos, que ainda aguardam julgamento. Na última  segunda feira, novamente o Oficial de Justiça foi vítima da violência que assola o Estado. Por volta das 23:00 hs, três elementos fortemente armados invadiram a residência da vítima e deflagraram vários disparos de arma de fogo contra o Oficial. O mesmo foi atingido por dois disparos, um no tórax e outro no pescoço. O veículo da vítima foi levado e abandonado em uma rodovia. O Sindicato da categoria está tomando as providências e prestando todo o apoio aos familiares. Segundo a diretoria a Associação Federal dos Oficiais do Brasil-Afojus, cumprir mandados judiciais no Brasi virou uma rotina de alta periculosidade. Os Estados não oferecem nenhuma estrutura e a resposta contra os atentados ao cumprimento das ordens judiciais é lenta. Não existem nos Tribunais protocolos de segurança e o número de policiais disponíveis para o cumprimento das ordens judiciais é reduzido frente à demanda, explicou Edvaldo Lima, presidente da Afojus. Nos últimos anos, diversis Oficiais de Justiça foram assassinados no Brasil e a cada ano o número de agressões aumenta. Por vezes o Oficial é vítima de agressões por partes insatisfeitas com a decisão judicial, não apenas criminosos. Segundo a entidade, quando um Oficial é vitimado no estrito cumprimento do dever legal, o Poder Judiciário é atingido como um todo. O Estado tem que dar uma resposta à altura, explicou Lima.

Fonte: AFOJUS

administrador@pa

Fechar
Fechar

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.

Fechar

Fechar