SINDOJUS-PA VAI ATÉ A CENTRAL DE MANDADOS DO FÓRUM DA CAPITAL E NOVAS MELHORIAS ESTÃO CHEGANDO

SINDOJUS-PA VAI ATÉ A CENTRAL DE MANDADOS DO FÓRUM DA CAPITAL E NOVAS MELHORIAS ESTÃO CHEGANDO

SINDOJUS-PA VAI ATÉ A CENTRAL DE MANDADOS DO FÓRUM DA CAPITAL E NOVAS MELHORIAS ESTÃO CHEGANDO

O Sindicato dos Oficiais do Pará (Sindojus-PA), através do seu Vice Presidente, Edvaldo Lima e demais diretores, tem se debruçado nos últimos dias para resolver uma gama de problemas encontrados na central de mandados do Fórum da Capital. Tal medida foi motivada pelo grande número de reclamações dos Oficiais de Justiça que estão insatisfeitos com a atual conjectura da central e sala de trabalhos que os alojam. O pedido da força de trabalho tem todo apoio da presidência do TJPA. Apesar dos esforços dos coordenadores e colaboradores, a força-tarefa se fez necessária.

De imediato, foi feito um relatório com todos os problemas da central, como por exemplo, dos vinte e cinco (25) computadores adquiridos, apenas onze (11) estavam funcionando e das 8 impressoras, somente 2 estavam em pleno funcionamento. O relatório contou com a participação dos coordenadores, secretário e Juíza diretora do Fórum.

Dos diversos problemas encontrados na central de mandados, alguns já estão sendo resolvidos, tais como: mais transparência na distribuição de mandados, força de trabalho restrita, a falta de computadores e impressoras para o desenvolvimento do trabalho dos Oficiais de Justiça e a distribuição dos mandados passivos. Neste período foram colhidas reclamações e sugestões de diversos Oficiais.

Todas as demandas foram levantadas e levadas ao conhecimento do presidente do Tribunal, Leonardo de Noronha Tavares. Uma força de trabalho foi criada com vários setores do Tribunal de Justiça do Pará (TJPA), incluindo a presidência do mesmo.

Edvaldo Lima, continuará na central de mandados e permanecerá ouvindo todos os Oficiais e servidores por tempo indeterminado. Vale ressaltar que é necessário o aprimoramento dos trabalhos e procedimentos. Apesar da era tecnologia, os procedimentos adotados pelo Sistema PJE é um retrocesso no que se refere a celeridade de tramitação processual.

Belém, será referência para as demais cidades do interior do Estado e outras cidades ainda serão visitadas.

 

Tayná Almeida - Assessoria de Comunicação

Tayná Almeida

Fechar
Fechar

Digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail. Você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.

Fechar

Fechar